Lecitina de soja

A lecitina de soja é um produto natural, produzido a partir da gordura retirada da soja, que é depois utilizado especialmente para aliviar os sintomas da menopausa, para controlar os níveis de colesterol, e ainda, para promover a saúde e o bom funcionamento do sistema nervoso.

Confira de seguida os benefícios, propriedades e indicações deste produto natural, bem como a forma correta de o tomar.

Lecitina de soja

Benefícios da lecitina de soja

Tópicos

Continuar a Ler...

A lecitina de soja traz vários benefícios importantes para a saúde do organismo humano. Estes incluem:

  • regularização da menstruação;
  • alívio dos sintomas da menopausa;
  • regularização da produção de hormonas;
  • aumento da produção do colesterol “bom” (HDL);
  • alívio das dores de cabeça.

Propriedades da lecitina de soja

A lecitina de soja possui inúmeras propriedades, e tomada de uma forma adequada, sob orientação médica, tem um papel muito importante para o bom funcionamento do seu organismo.

As propriedades da lecitina de soja são as seguintes: antirreumática, tónica, hipocolesterolémica, nutritiva, fungicida, adstringente, calmante, laxante, emulsificante e emoliente.

Indicações da lecitina de soja

Tendo em conta as suas propriedades e os seus benefícios, a lecitina de soja é usada para as seguintes situações:

  • aumento do metabolismo
  • alívio dos sintomas da menopausa;
  • controlo do colesterol;
  • perda de peso;
  • regularização da função hormonal;
  •  melhoria do funcionamento do sistema nervoso.

Como tomar lecitina de soja

A lecitina de soja toma-se sob a forma de cápsulas ou granulado. A dose recomendada é duas cápsulas, três vezes por dia, num total de seis cápsulas.

No caso de optar pelo granulado, deve tomar 3 g diárias. É importante relembrar a necessidade de apenas tomar este produto natural com orientação médica, de modo a tirar o máximo proveito da lecitina de soja.

Efeitos colaterais da lecitina de soja

Este produto, se tomado corretamente, não tem quaisquer efeitos colaterais. No entanto, sendo produzida à base de gordura, é importante que seja consumida de uma forma moderada, e sob orientação médica.

Compartilhar Artigo

Lecitina de soja